Mentor pra quê?

 em Articles

Mentor é coisa de Deus. Alivia sofrimento, coloca luz  na escuridão e entrega paz ao coração do mentorando.

O Mentor aponta o caminho que você precisa trilhar para atingir um determinado objetivo, que ele já alcançou. O conhecimento prático que o ele tem sobre o que você quer fazer é o que o diferencia do Coach.

Mentoria  é um remédio perfeito para encurtar o caminho e o sofrimento  imposto na caminhada, quando se quer mudar de nível e atingir algo maior, até então não desbravado por você.

Imagine que você estivesse perdido em uma floresta e ligasse para o seu Mentor.

_Meu Mentor, estou desesperado. Já são 16h, há muitos mosquitos, um calor infernal e eu não encontro o caminho de volta. Estou perdido e com medo.

_Mantenha a calma. Esta floresta é cheia de trilhas que levam a saídas seguras.

_Onde você está agora?

_Estou em uma colina e passei a pouco por um bambuzal e há muitos cactos também.

_Você está próximo a uma pedra enorme com formato de elefante?

_Não. Mas posso vê-la.

_Siga até essa pedra e caminhe ao lado direito dela, descendo. Essa trilha é bem definida. Apenas tenha cuidado para não torcer o pé, há muitas pedras soltas. Essa descida vai durar mais ou menos um hora. Continue confiante até encontrar um rio. Depois atravesse o rio, que é raso, e siga por sua margem esquerda, descendo, sempre. Você encontrará um vilarejo e estará a salvo.

O Mentor só é capaz de apontar o caminho, indicando as dificuldades que deverão ser enfrentadas com confiança, por que ele já vivenciou esse mesmo caminho. É sua experiência que confere credibilidade.

Quando buscamos atingir nossos objetivos, a falta de clareza quanto aos recursos internos e externos que temos e como utilizá-los é normal. Nós não conseguimos sozinhos perceber onde estamos e quais os recursos que precisamos, ou mesmo qual o próximo passo. Isso acontece por que somos como um líquido dentro de uma garrafa. Não podemos ler nosso rótulo. O Mentor pode. Ele aponta o caminho, dá suporte e encoraja o mentorando. Essa orientação específica e objetiva só quem já viveu pode dá.

 

OS PILARES DE TODA MENTORIA

Para que uma mentoria seja bem sucessida, ela deve se assentar em dois grandes pilares:

  1. Confiança

O mentorando deve escolher seu mentor utilizando firmemente o critério confiança. Estar seguro que seu Mentor reúne qualificações e capacitações suficientes para condizí-lo até seu objetivo;

  1. Comprometimento

Não há receita de bolo no mundo que funcione se os ingredientes ficar em cima da mesa. É necessário que sejam utilizados. E para que o resultado seja um bolo bem feito, os ingredientes precisam ser bem utilizados.

O mentorando precisa fazer o que o Mentor indica que seja feito. Comprometendo-se com o processo e as atividades que dele decorrem.

 

CONTEXTUALIZANDO…Tomemos a prova da OAB como exemplo.

Como um Mentor pode ajudá-lo?

No processo de sucessivas reprovações, vários fatores pesam, contribuindo para que você não enxergue o famoso “onde estou errando”. Os desafios que envolvem o preparo e aprovação no exame da OAB vão desde a forma como você utiliza seu Vade Mecum, até sua intenção com sua aprovação. No primeiro caso algumas dicas técnicas resolvem; no segundo será necessário dá uma atenção a sua história, crenças, valores e medo. Em ambos, será a experiência do seu Mentor que fará a diferença, facilitando seu caminhar e sua aprovação.

Assim, um Mentor(a) pode ajudá-lo das seguintes maneiras:

  1. Enxergar os pontos críticos que precisam melhorar: Você tem um cronograma de estudos? Quantas horas por dia se dedica de fato? Como você estuda? Qual seu real aproveitamentos? Você estuda demais ou de menos? Você gerencia seus pensamentos? Conhece o seu processo de autosabotagem?
  2. Analisando implicações, consequências ou relações de causa e o efeito reprovações sucessivas: Qual é sua real intenção com sua aprovação? O que pode te motivar? Quais são as crenças que você tem que estão te limitando? Onde você colocou a OAB na sua vida?
  3. Desafiando-o a fazer o que precisa ser feito para sair do círculo vicioso de reprovações e ser aprovado: Você cumpre o seu cronograma de estudos? Ajusta o que o afasta da execução dessas atividades?

Há muito trabalho no processo de mentoria. E muito prazer envolvido. É trabalho em conjunto.

No caso específico de quem reprovou sucessivas vezes, dificilmente uma mentoria em grupo dará resultados. A especificidade dos impedimentos de cada um é uma marca de quem não consegue aprovação. Daí a necessidade de ser mentorado individualmente.

Ainda precisa de mais justificativas para decidir ter uma Mentora?

 

Deixe seus comentários. Ele são muito bem-vindos.

Postagens Recentes

Deixe um Comentário